Creatina – O que é, como tomar e para que serve

creatina

Creatina – O que é, como tomar e para que serve

A variedade de suplementos alimentares e produtos usados com o objetivo de perder peso, trazerem energia, aumentar a resistência, a velocidade de recuperação e a massa muscular é simplesmente absurda. A cada dia novos produtos são lançados no mercado prometendo verdadeiros milagres sem esforço e efeitos colaterais. Sabemos que não existe almoço grátis e que não existem suplementos com efeito total e nenhuma restrição ou efeito colateral, mas mesmo assim, há os bons e os ruins. Os bons trazem mais resultados positivos e os ruins muita dor de cabeça.

A creatina é amplamente utilizada, tanto por atletas amadores como por profissionais, trazendo na maioria dos casos resultados bons e rápidos, sendo um suplemento altamente difundido nas academias. É fundamental, entretanto, conhecer bem as suas aplicações, efeitos e indicações de uso para não apenas fazer um uso do produto que traga resultados, mas acima de tudo com segurança. Traremos informações importantes sobre esse suplemento para que você saiba exatamente o que esperar dele.

O que é a creatina?

A creatina é um aminoácido já produzido pelo nosso organismo a partir de um composto de substâncias presentes nas nossas fibras musculares. 95% desse aminoácido é reservado na forma de fosfocreatina, e o resto é guardado no cérebro e outros músculos. A creatina também é encontrada na carne vermelha e em suplementos. A creatina é a suplementação mais famosa e com melhores resultados, sendo encontrada na maioria dos casos na forma de creatina mono-hidratada.

Utilização da creatina

Quando consumimos suplemento de creatina, aumentam os nossos estoques de ATP, que permite mais resistência muscular, diminuição da degradação de proteínas, estabilização das membranas celulares, e estímulo ao aumento da síntese proteica.

creatina como tomar

Benefícios da creatina

  • A creatina traz diversos benefícios, que são fundamentais para o exercício físico. Os principais benefícios são:
  • Alto valor biológico ajudando na alimentação;
  • Melhora do desempenho, pois o atleta aumenta a durabilidade das séries;
  • Diminuição da fadiga muscular, pois reduz ou adia aquela dor da exaustão;
  • Manutenção da massa magra, impedindo a perda muscular;
  • Aumento da massa muscular, já que ocorre um crescimento rápido da musculatura;
  • Melhora da recuperação muscular, reduzindo o tempo entre as séries;
  • Melhora da saúde óssea, ajudando na síntese do cálcio;

Ganho de força, pois com o aumento da massa, também vem o aumento de força correspondente.

 

Modo de consumo da creatina

A dose mais indicada de creatina não deve passar de 3 a 5g diárias do suplemento. Esse consumo deve ser diário, mesmo quando não houver treino. A creatina traz bons resultados sendo consumida antes ou depois dos treinos, pois é um suplemento com atuação a longo prazo e sem grandes restrições de horário ou em relação ao treino. No caso de consumir depois do treino, combine o suplemento com algum carboidrato. Nunca se esqueça de que é fundamental um profissional da saúde acompanhar o consumo do suplemento. Para acelerar ainda mais a atuação da creatina no seu organismo consuma a mesma junto com a sua principal refeição, principalmente se essa refeição for rica em carboidratos, que vão potencializar os incríveis efeitos da creatina.

Deixe uma resposta